Trending

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Abragames apresenta 25 jogos brasileiros que se destacaram em 2017!

Os games nacionais estão conquistando jogadores de todo o mundo, quebrando recordes e ganhando dezenas de prêmios. Para celebrar o crescimento da indústria, e revelar o que virá em 2018, a Abragames (Associação Brasileira das Empresas Desenvolvedoras de Jogos Digitais) organizou, nesta quinta-feira, o evento especial Abragames Apresenta: Jogos de Sucesso, em São Paulo. Nele, 20 desenvolvedoras associadas expuseram os 25 maiores casos de sucesso deste ano, para um público composto por empresários, profissionais da indústria criativa, imprensa e representantes do Governo.

Distortions game

Todo esse sucesso da indústria nacional é fruto de muito trabalho. Foram mais de 3 anos de esforços da Abragames, do Projeto Brazilian Game Developers e da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações de Investimentos) para fortalecer a criação de jogos independentes no Brasil através de profissionalização, políticas de exportação e participação em eventos internacionais.

Este ano foi o melhor da nossa indústria, e fruto de muito esforço de empresários que participaram dos mercados internacionais mais competitivos e especializados do mundo, com apoio da Apex-Brasil,” declarou Eliana Russi, gerente executiva do Projeto Brazilian Game Developers. “Em 2018, com o início da implantação de políticas públicas, como os Editais da Ancine e Finep, o talento e garra dos desenvolvedores brasileiros só dá um direcionamento claro: nossa indústria é forte e veio para ficar.

Em 2017 pela primeira vez a indústria de games passou a ter financiamentos públicos, somando mais de R$ 30 milhões, e esse investimento gerou os resultados mostrados no evento. Os 25 jogos apresentados foram financiados de diversas formas. A maioria deles (14) foi feita com recursos das próprias empresas, 10 deles foram feitos com financiamento público (através de investimentos e editais); 4 foram produzidos com investimento privado internacional, 2 foram feitos com ajuda de financiamento coletivo, e 1 com financiamento privado nacional.

Estes novos financiamentos públicos para a indústria de jogos são fatores fundamentais para a produção e foram um ponto de virada do mercado,” disse Fernando Chamis, presidente da Abragames. “Os resultados deste ano já foram incríveis, como pudemos ver com os cases no evento, e em 2018 serão ainda melhores, com os novos projetos financiados.”

Entre as empresas destacam-se 11 de São Paulo, 2 do Distrito Federal, 3 do Rio Grande do Sul, e 1 de Santa Catarina, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais cada. No total, estas empresas mobilizaram quase 170 pessoas na criação de seus jogos, que venceram 28 prêmios e receberam 24 outras nomeações. E um detalhe: quase metade (48,5%) deles ainda não foi lançada oficialmente.

O computador continua sendo a plataforma mais popular para os desenvolvedores nacionais, com 12 títulos produzidos para PC, junto com as plataformas mobile iOS (8 jogos) e Android (6 jogos). No entanto, os consoles de última geração PlayStation 4 (9 jogos), Xbox One (9 jogos) e Nintendo Switch (8 jogos) são as principais plataformas onde estes jogos serão lançados no futuro

Confira abaixo a lista completa de empresas e dos cases apresentados:

Behold Studios (Distrito Federal)
Galaxy of Pen & Paper (PC, Mac, Linux, iOS, Android)
Tempo de desenvolvimento: 2 anos e meio
Selecionado para o Indie Megabooth da PAX East e PAX Prime

Cat Nigiri (Santa Catarina)
Case 1: Necrosphere (Windows e Mac)
Tempo de Desenvolvimento: 9 meses
Aprovado no Steam Greenlight, vencedor dos prêmios ‘Melhor Jogo’ pelo júri popular e voto dos desenvolvedores na SBGames 2017

Necrosphere

Case 2: Keen, ainda em desenvolvimento
Tempo de desenvolvimento: 3 anos
Finalista de Melhor Jogo Brasileiro no BIG Festival 2017, Melhor Design na SBGames 2017, e Best Mobile Game na PAX East 2017
Selecionado para o Indie Megabooth na PAX East e West 2017, e Indie Arena da Tokyo Game Show 2017

Keen game brasileiro

Kinship Entertainment (São Paulo)
Skydome (PC), em desenvolvimento
Tempo de desenvolvimento: 1 ano e 7 meses
Indicado a melhor Jogo Brasileiro na Brazil Game Awards (Brasil Game Show)

Skydome game

Flux Game Studio (São Paulo)
GUTS (PC), em desenvolvimento
Tempo de desenvolvimento: 3 anos
Foi destaque nas lojas Nuuvem, Gamejolt, IndieGala, HumbleStore, BundleStars, GamersGate

GUTS game

Fableware Narrative Design (Rio de Janeiro)
Case 1: Sword Legacy Omen (PC), em desenvolvimento
Tempo de desenvolvimento: 3 anos
Melhor Narrativa no SBGames 2016, 2º lugar na competição internacional de pitches do Festival Quo Vadis (Alemanha)
Parceria fechada com a publisher britânica Team 17

Case 2: Angest (Oculus Gear VR)
Roteiro work for hire (Black River Studios)
Melhor Narrativa e Melhor VR no SBGames 2017
Destaque na loja Gear VR Store

Angest game brasileiro

Fira Soft (Distrito Federal)
Rango Cards (iOS, Android)
Objeto de pesquisa de doutorado sobre Nutrição da UFB
Tempo de desenvolvimento: 3 meses
Prêmio de Melhor Serious Game na SBGames 2017

Skullfish Studios (São Paulo)
Case 1: Lila’s Tale (Samsung Gear VR), em produção
Tempo de desenvolvimento: 6 meses
Vencedor de Melhor Arte no Indie Prize da Casual Connect Asia (Cingapura) 2017, finalista do Indie Pitch Arena na GMGC 2017 em Beijing

Case 2: Lila’s Tale: Stealth (iOS)
Tempo de desenvolvimento: 3 meses
Destaque em todas as lojas da Apple na sessão de Realidade Aumentada

Lila’s Tale: Stealth

Duaik (São Paulo)
Case 1: Aritana 2, em desenvolvimento
Tempo de desenvolvimento: 1 ano
O primeiro jogo da série, Aritana e a Pena da Harpia, foi premiado pela Microsoft como o primeiro jogo brasileiro para Xbox One

Case 2: Sand Bullets, em desenvolvimento
Tempo de desenvolvimento: 1 ano

Ambize Studio (São Paulo)
Case: White Lie (PC, Mac e Linux), em desenvolvimento
Tempo de desenvolvimento: 11 meses

IMGNation Studios (Rio Grande do Sul)
Case: Cow Milking Simulator (HTC Vive, Oculus Rift)
Tempo de desenvolvimento: 8 meses
Finalista de Melhor Jogo VR no SBGames 2017

Pocket Trap (São Paulo)
Case: Historietas Assombradas – A Maldição de Skullheart (Android e iOS)
Tempo de desenvolvimento: 1 ano
Destaque no Google Play e App Store

Historietas Assombradas – A Maldição de Skullheart

Among Giants (São Paulo)
Case: Distortions (PC), em desenvolvimento
Tempo de desenvolvimento: 8 anos
Vencedor de diversos prêmios, incluindo Best of BGS, Melhor Jogo Brasileiro e Escolha Popular do BIG Festival 2017, Melhor Tecnologia do SBGames 2017, finalista de Melhor Jogo Independente e Melhor Jogo Brasileiro do Brazil Game Awards, finalista Indie Prize 2018
Em uma semana, ficou entre os 50 jogos mais populares do mundo no Steam Greenlight

Distortions game

Sinergia Studios (São Paulo)
Case 1: Army of Robots (iOS)
Tempo de desenvolvimento: 2 meses
Destaque na App Store

Case 2: Tiny Force Deluxe (PC, Mac, Linux)
Tempo de desenvolvimento: 12 meses

Rockhead Games (Rio Grande do Sul)
Case: Starlit Archery Club, em desenvolvimento
Tempo de desenvolvimento: 2 anos

Starlit Archery Club

Webcore Games (São Paulo)
Case: Starlit Adventures, em desenvolvimento
Tempo de desenvolvimento: 5 meses
Versão mobile venceu os prêmios Melhor Jogo Brasileiro no BIG Festival 2016, Melhor Jogo do júri técnico da SBGames 2016, Best Casual Game do JinLIng Awards 2016 (China)
Destaque na AppStore e Google Play

Monomyto Game Studio (Mato Grosso do Sul)
Case: Until Dead – Think to Survive, em desenvolvimento
Tempo de desenvolvimento: 1 ano
Premiado por Melhor Jogo Mobile pelo Indie Prize 2017, convidado para a Taipei Game Show 2018, em Taiwan

Mad Mimic (São Paulo)
Case: No Heroes Here (PC)
Tempo de desenvolvimento: 10 meses
Vencedor dos prêmios Melhor Jogo Social, da Game Connection Development Awards 2017, Melhor Jogo de Estratégia da Indie Playground e Melhor Jogo Brasileiro na Brazil Game Awards

No Heroes Here game

Rogue Snail (Minas Gerais)
Case: Relic Hunters Legend, em desenvolvimento
Tempo de desenvolvimento: 1 ano
Premiado como Game of the Year na GTR Conference 2017 (Australia)

Relic Hunters Legend

Mukutu Game Studio (São Paulo)
Case: AlphaBeatCancer (iOS e Android)
Tempo de desenvolvimento: 6 meses
Lançado no G4Y em Nova York e vencedor do World Summit Awards Brasil e Mundial
Foi destaque de capa da loja App Store da Apple

Aquiris Game Studio (Rio Grande do Sul)
Horizon Chase Turbo
Um dos maiores sucessos dos games brasileiros pelo mundo
27 novas corridas em 3 novas copas: China, Japão e Havaí.
Game Feel adaptado para PC e Console
110 pistas e 26 carros, com novo multiplayer local com Split screen para até 4 jogadores com modo competitivo e cooperativo.

Horizon Chase Turbo

Nenhum comentário:

Postar um comentário