Trending

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Crítica: Capitão América: Guerra Civil e a melhor batalha de heróis!

Filme: Capitão América: Guerra Civil
Direção: Joe e Anthony Russo
Roteiro: Christopher Markus e Stephen McFeely
Crítica Noobz: Ataliba Leonel

---------------------------------------------------------------------

Nesta quarta-feira, dia 28, estreia oficialmente nos cinemas do Brasil o mais novo filme da Marvel Studios, Capitão América: Guerra Civil. Por isso fizemos um pequeno review, curto para dar nossas impressões, sem spoilers e sem nos aprofundar muito para não estragar a experiência de cada um.

#Dica: Com duas cenas pós-créditos.

O Texto não contém spoilers!


Capitão America Guerra Civil

O longa se baseia em uma famosa mega saga dos quadrinhos, onde o governo resolve cadastrar as pessoas com super poderes, após um acidente causado por uma batalha de super heróis, para que elas não possam agir como justiceiras e tenham a quem responder por seus atos. Dessa forma a comunidade heroica fica dividida entre aqueles que acham correto os super heróis responderem a uma supervisão responsável por eles e aqueles que acham um absurdo serem empregados do governo e terem que revelar sua identidade secreta para terceiros.

O longa não adapta a HQ, apenas se inspira, pois no filme depois de um incidente envolvendo os Vingadores a ONU apresenta um tratado que obrigado os membros da super equipe a se tornarem uma espécie de tropa de elite mundial que será acionada quando um conselho da organização lhes acionar.

Dessa forma o filme tem três objetivos principais: Abordar o registro dos Vingadores. Continuar a trama de Capitão América: Soldado Invernal e por fim inciar a fase 3 da Marvel nos cinemas com uma história que tenha verdadeiras consequências em seu Universo Cinematográfico.

O Registro

A questão política sobre o registro dos Vingadores é discutida, mas não ganha tanta profundidade e nem um viés político semelhante às HQs, longe disso. Serve apenas como um primeiro passo para colocar um obstáculo entre os heróis e criar um primeiro atrito entre um Homem de Ferro achando ser a decisão correta por conta da culpa que o corrói pelos incidentes de Vingadores: Era de Ultron e um Capitão América que quer proteger os membros da equipe e o verdadeiro sentido da existência dos Vingadores.

O Soldado Invernal

Capitão América guerra civil

A trama ganha novos contornos com a inserção do Soldado Invernal perante a um grupo de heróis já divididos. Com isso surge uma missão secundária que faz com que o Capitão América reúna um time de heróis para lhe ajudar e assim de fato acontecer um embate entre os dois times de super heróis.

O arco de Bucky serve para dar continuidade a jornada do Capitão América iniciada em seu filme anterior e isso acontece de maneira bem coerente e serve de introdução ao Pantera Negra, uma ótima adição ao Universo Marvel e que já chega sentando na janelinha do universo heroico dos cinemas.

O Confronto dos Heróis

Capitão América guerra civil

O momento mais esperado do filme sem dúvidas é o confronto dos dois times de heróis. E que confronto!! Supera as expectativas e dá a cada um dos doze heróis o seu momento, recheado de excelentes efeitos especiais, momentos de tensão e rendendo boas risadas, principalmente com o Homem Formiga e o Homem Aranha. Espetacular, a melhor batalha de um filme de super heróis já criada para os cinemas!

Homem Aranha

Capitão América guerra civil

O Homem Aranha dos quadrinhos e das animações, que adora tirar uma onda e se deslumbra com os Vingadores está no filme. Perfeito. Sem enrolação ele é inserido no Universo Marvel de maneira precisa, sem necessitar de um arco de introdução e mais do mesmo que todos já conhecem. Essa participação do Cabeça de Teias entra na lista de melhores momento do personagem nos cinemas, senão o melhor. Sua interação com os outros personagens em meio a frenética ação é tão perfeita que nos resta esperar como Tom Holland fará para segurar um filme solo no reboot do Amigão da Vizinhança.

O Vilão

O principal antagonista do filme é Zemo. E creio que é nessa parte que o filme cai e mais uma vez a Marvel não nos apresenta um grande vilão. Na verdade a interação dos heróis é tão boa que todas as vezes que o vilão aparece para construir suas tramas e motivações o filme cai e fica cansativo. Ele obviamente tem um papel muito importante na história, mas o seu desenvolvimento desinteressante é descartável perante aquilo que o filme nos dá. Ainda mais para os fãs que conhecem o Barão Zemo dos quadrinhos, no filme ele não tem nada do importante personagem das HQs.

O Filme

Capitão América guerra civil

A Marvel nos entrega um ótimo filme com as melhores cenas de ação de filmes de super heróis da história do cinema, até o momento. Com quase duas horas e meia, o longa pode parecer cansativo em alguns momentos, principalmente para aqueles que não estão por dentro do Universo Marvel. Ele funciona para todos, mas para os fãs que acompanham esse universo cinematográfico ele trabalha muito melhor.

O Filme não é um Vingadores 2.5 e sim uma história do Capitão América e sua jornada para proteger seus ideais e seu amigo, porém, por alguns instantes permite a cada um dos super heróis brilhar e provocar um sorriso no rosto de cada fã.

Guerra Civil chega para estar ao lado dos melhores filmes de super heróis já feitos, com cenas de ação frenéticas e cheia de poderes e efeitos especiais do jeito que o fã espera. Apesar de muitos momentos densos e de tensão, o longa não é sombrio e tem muitos momentos divertidos. Não gosto de criar expectativas, pois isso atrapalha na experiencia, mas tenho que dizer que a Marvel Studios acertou e o novo filme vale cada centavo. Seu final nos deixa muito curiosos para os próximos filmes do Homem Aranha, Homem Formiga e principalmente do Pantera Negra.

Trailer




Avaliação: 9.0/10

Por Ataliba Leonel

Nenhum comentário:

Postar um comentário